Secção

Os Exploradores e Moços integram um grande grupo que se denomina Expedição ou Flotilha, Expedição se forem terrestres e Flotilha se forem marítimos. Por sua vez estes grandes grupos sub-dividem-se em outros mais pequenos, as Patrulhas e as Tripulações. Estes pequenos grupos são compostos por um máximo de oito elementos e é dentro destes que o método de projeto tem a sua aplicação de excelência. 


Organização da Expedição

- os elementos da Expedição são os Exploradores;
- os Exploradores estão divididos em pequenos grupos de 4 a 8 elementos, que formam as Patrulhas ;
- cada Expedição tem entre 2 a 5 Patrulhas;
- cada Patrulha tem o nome de um animal, o Totem;
- cada Explorador usa na camisa um distintivo com o Totem da sua Patrulha (o desenho e as cores associadas ao animal que escolheram);
- cada Patrulha tem uma bandeirola da Patrulha com o seu Totem e as suas cores;
- o patrono dos Exploradores é São Tiago;
- a cor do lenço dos Exploradores é o Verde (debruado a branco), cor da esperança e da natureza.

Organização da Flotilha (escuteiros marítimos)

- os elementos da Flotilha são os Moços;
- os Moços estão divididos em pequenos grupos de 4 a 8 elementos, que formam as Tripulações;
- cada Flotilha tem de 2 a 5 Tripulações;
- cada Tripulação tem o nome de um animal marinho ou ligado à vida aquática, o Totem;
- cada Explorador usa na camisa um distintivo com o Totem da sua Tripulação (o desenho e as cores associadas ao animal que escolheram);
- cada Tripulação tem uma bandeirola da Tripulação com o seu Totem e as suas cores;
- o patrono dos Exploradores é São Tiago;
- a cor do lenço dos Moços é o Azul Claro (debruado a branco), cor das águas transparentes.

O que é?
- É onde toda a Unidade se reúne com o fim primordial de eleger uma Aventura/Expedição (projeto). Cada Patrulha/Tripulação, através do seu representante, faz uma campanha em favor da sua Aventura/Expedição, tentando, sem atacar os restantes, obter os votos de todo o Grupo (ou da maioria).

Quem faz parte?
- Toda a Unidade.

Para que serve?
- Escolher a Aventura/Expedição (um voto por cada Explorador/Moço).
- Dar sugestões sobre os ateliers necessários.
- Analisar se o Painel de Aventura/Expedição está a ser cumprido.
- Analisar o êxito dos projetos.
- Preparar a festa da Aventura/Expedição.

Quando se reúne?
- Quando se escolhe a Aventura/Expedição.
- Avaliação final da Aventura/Expedição.

É neste Conselho que o grupo reconhece o progresso de cada Explorador/Moço realizado ao longo do projeto, as distinções e os prémios. Podem ser entregues aqui, perante todos elementos, as insígnias de progresso Equipa, a atualização do painel de progresso, prémios ou distinções.


Aqui mais que nunca marcas a posição de responsável da tua patrulha. Não fosse o conselho de guias o órgão mais importante do Sistema de Patrulhas. É o órgão permanente que, sob a coordenação do Chefe, orienta a vida de toda a Unidade.

Quem faz parte?
- Equipa de Animação.
- Guias/Timoneiros (poderão participar também os Sub-Guias/Sota-Timoneiros no caso de apenas existirem 2 patrulhas/tripulações), depois de ouvida a patrulha sobre os assuntos constantes na ordem de trabalhos da reunião.

Para que serve?
- Tratar dos assuntos gerais do grupo.
- Elaborar Plano Anual. 
- Acompanhar as ideias para as atividades com as patrulhas/tripulação.
- Distribuir as missões da patrulha/tripulação.
- Escolher os ateliers necessários para realizar o projeto e nomear os responsáveis.
- Distribuir os responsáveis pelos comités de aventura/expedição.
- Convocar o conselho de aventura/expedição.
- Analisar o progresso de cada elemento e o progresso das patrulhas/tripulações.
- Tratar e atualizar o painel de aventura/expedição.
- Apreciar assuntos disciplinares, distinções e prémios.

Quando se reúne?
- Semanalmente ou Quinzenalmente.

Registos da reunião – a Ata

O trabalho de grupo exige um trabalho de todos, em planeamento, em cumprimento de tarefas e prazos. É muito importante registarem-se as conclusões, tarefas e prazos acordados na reunião e partilhar com quem não esteve. Será meio caminho para o sucesso do Grupo. Deste modo poderá ser nomeado um secretário (entre os guias) para o conselho de guias. Este terá a função de registar todos os assuntos em atas. A Ata será lida no próximo conselho de guias. Depois de lida será posta à consideração do conselho, para corrigir eventuais erros, e seguidamente colocada em aprovação. Depois de aprovada, é assinada pelo guia do conselho e pelo chefe de unidade.

“ O Conselho de Guias é tão velho como o Escutismo e é fundamento essencial para um Escutismo eficiente no Grupo. Sem o Conselho de Guias a procurar desempenhar as suas funções eficazmente, O sistema de Patrulhas está
condenado (...) ao fracasso...”
John Truman

Nos casos disciplinares com reconhecida gravidade o Conselho de Guias assumirá o papel de Conselho da Lei.

Quem faz parte?
- Equipa de Animação.
- Guias.
- Elementos implicados no caso.

Para que serve?
- Analisar os problemas disciplinares graves.
- Ouvir os implicados.
- Ouvir as vitimas e ver quais os prejuízos.
- Decidir-se como reparar os erros.
- Tomar medidas para que o caso não se volte a repetir.
- Decidir se o caso deve ser apresentado na Reunião de Direção do Agrupamento.

Quando se reúne?
- Quando for necessário.

Após a aprovação de cada Aventura/Expedição reúne-se este conselho com a missão de concretizar o projeto.

Quem faz parte?
- Equipa de animação.
- Guias de patrulha.
- Responsáveis das oficinas (ateliers).

Para que serve?
- Ajudar a concretizar o Projeto.
- Selecionar os meios que são necessários.
- Ver quais os elementos que necessitam dos Ateliers.
- Inventariar e prever os meios materiais e financeiros para a realização do Projeto.

Quando se reúne?
- Conforme a duração e o tipo de Projeto.

Uma reunião de Patrulha/Tripulação deve ser muito própria e muito íntima, devendo estar diretamente relacionada apenas com a Patrulha/Tripulação e só a ela dizer respeito. Por outras palavras, deverá existir tantos tipos de reuniões de Patrulhas/Tripulações quantas Patrulhas/Tripulações existirem, desde que cada uma delas contenha alguns elementos que são fundamentais, e que distingam uma reunião de Patrulha/Tripulação de outra reunião qualquer.
Cada Patrulha/Tripulação deve ter o seu próprio espaço (canto de Patrulha/Tripulação) e nesse espaço realizar as suas reuniões. No entanto nada invalida que a Patrulha/Tripulação reúna noutro local como por ex: a casa do Guia/Timoneiro; a sala de outra secção; a casa de outro elemento da Patrulha/Tripulação.

“A arte de bem educar, está no avaliar” J.Q.

 

Ultima atualização 24.11.2016 Visualizações 13840
Voltar Partilhar