23º Acampamento Nacional do CNE - JUL. 2017

ESCUTEIROS EM ACAMPAMENTO NACIONAL – AFINAL A TERRA ESTA EM PERIGO!

O maior acampamento de escuteiros de sempre em Portugal arranca esta segunda feira em Idanha a Nova e já está a mobilizar mais de 21 mil escuteiros de todo o país e de mais nove, incluindo um africano e outro do médio Oriente.

Lisboa, 27 de julho de 2017

O 23º Acanac (Acampamento Nacional), com o lema "Abraça o Futuro", pretende ativar as crianças, jovens e adultos do movimento para a defesa da casa comum.

- Com o elemento Terra (Avatar ANA TERRA) aprende-se a erradicar a pobreza, acabar com a fome através de uma agricultura sustentável, a promover a saúde e bem-estar e a proteger e recuperar todas as formas de vida na terra.
- Com o elemento Fogo (Avatar KIKO FOGUEIRA) alcança-se a igualdade entre homens e mulheres, a educação de qualidade, o trabalho decente e crescimento económico e a paz, a justiça e instituições eficazes.
- Com o elemento Água (Avatar PEDRO ÁGUAS) assegura-se água potável e saneamento, vida na água, industria, inovação e infraestruturas e ações contra a mudança global do clima.
- Com o elemento Vento (Avatar MARIA BRISA) cria-se energia limpa e acessível, o consumo e produção sustentáveis, cidades e comunidades sustentáveis e redução nas desigualdades sociais.

O objetivo final do escutismo é deixar o mundo um pouco melhor do que encontrámos.

Nestes sete dias serão várias as atividades e jogos que permitem aos escuteiros cimentar a sua formação e vivenciar o grande objetivo do acampamento nacional: raides, jogos diversos, atividades náuticas, desportos diversos, atividades socioeducativas, ações de serviço com a comunidade local, intercâmbio e cooperação internacional e educação para a Paz, workshops diversos, visitas culturais, interação com a comunidade local.


Durante toda a semana várias entidades visitarão o campo do Acanac como manifesto de solidariedade com esta causa e de motivação a estes mis de 21 mil através do exemplo que deixam no trajeto das suas funções.

Cada elemento presente neste Acampamento Nacional é instrumento de mudanças:
- São estes os escuteiros que, em associação com os bombeiros, proteção civil nacional e outras entidades, desempenham funções fundamentais de apoio de retaguarda em situações de necessidade das populações.
- São estes os escuteiros que todas as semanas ajudam as suas comunidades a enfrentar múltiplas dificuldades.
- São estes os escuteiros que, sendo jovens e crianças vão jogar, brincar, rezar, comer, beber, nadar, saltar, ajudar, construir, sublinhar, recortar...VIVER 7 dias em acampamento na natureza, a aprender a preservá-la muito para alem do imaginário!

Os números deste acampamento são demolidores:
• 21.500 participantes
• 3.800 adultos voluntários
• 4.000 tendas
• 32.000 estacas
• 185 estrangeiros vindos de 9 países
• 400 autocarros fazem transporte de todo o país para Idanha a Nova
• 80 autocarros servirão o CANAC com permanentes transferes
• 320 canoas
• 5.000 coletes de salvação
• 2 Supermercados de 600m2
• 2 Restaurantes com serviço para 3.000 e 3.500 pessoas diariamente
• 1 arena para 25000 pessoas
• 300 Workshops
• Quilómetros de sisal e toneladas de madeira para a realização de construções e aplicação de nós.


Agenda

Amarelo, verde, azul e vermelho vão inundar os campos de Idanha-a-Nova, mas será de branco que todos vão festejar o início do Acanac no dia 31 às 21h30, na cerimónia oficial de abertura de campo.

No final da cerimónia de inauguração, o ACANAC recebe a virgem peregrina de Fátima que, pela primeira vez na história de uma forte relação com o CNE, vem ao encontro dos escuteiros.
A presença da virgem peregrina de Fátima mantem-se durante todo o acampamento na Capela de campo que será dedicada em cerimónia própria.
O Santuário de Fátima oferece uma imagem que ficará em permanência nesta capela.
A Capela do Campo Nacional de Atividades Escutistas de Idanha a Nova passa a denominar-se Capela de Nossa Senhora de Fátima, na oportunidade da celebração do centenário das aparições.

Dia 3 de agosto pelas 21h30, realiza-se uma tertúlia entre o secretário de estado da educação, João Costa e o chefe mundial do escutismo (Presidente do comité mundial do movimento escutista) João Armando Gonçalves.

A 5 de agosto será dia de Eucaristia, com quatro celebrações distintas (uma por Secção) e às 22h tem lugar a festa de encerramento, já com o pantone de cores mesclado.

6 de agosto a cerimónia de encerramento da atividade.

NOTA DE AGENDA:
Os jornalistas que pretendam acompanhar a abertura de campo devem manifestar essa vontade para a equipa de comunicação do Corpo Nacional de Escutas e devem comparecer até às 15h e 30m do dia 31 de julho, de forma a serem transportados em viaturas do serviço para o local onde se inicia a visita.
Para além deste horário não é possível acompanhar a visita por razoes de operacionalidade e logística.

Notas:
Anexamos os documentos que podem ajudar a entender melhor o Corpo Nacional de Escuteiros, o seu desafio pedagógico, o próprio Acanac, o seu programa, as suas regras orientadoras e outros detalhes.

O Acanac disponibiliza alguns alojamentos para jornalistas que pretendam pernoitar em campo. Para tanto solicitamos que nos contatem com antecedência de forma a gerir melhor as disponibilidades e a procura.
Os jornalistas serão alojados em modelo Glamping, com tendas maiores e camas, colchões e roupa, no espaço DECATHLON.

Qualquer outro tipo de ajuda pode ser obtido através dos contactos:
Paulo Santos | 918 753 837 | psantos@escutismo.pt
Sofia Fernandes | 935 996 655 / 927 246 911 | sfernandes@escutismo.pt
comunicacao.rp@escutismo.pt
imprensa@escutismo.pt

Ultima atualização 28.07.2017 Visualizações 1290
Voltar Partilhar