© Gonçalo Vieira

Escuteiros no apoio às populações - Ago. 2016

Centenas de Escuteiros no apoio às populações e corpos de Bombeiros

Lisboa, 10 de agosto de 2016

O Departamento Nacional de Proteção Civil e Segurança do Corpo Nacional de Escutas (CNE) mobiliza centenas de voluntários no apoio às populações afligidas pelos incêndios que têm assolado todo o país, nomeadamente nas regiões de Aveiro, Braga, Madeira, Viana do Castelo e Viseu.

Através das Equipas de Apoio de Retaguarda (EAR) – unidades locais do Departamento Nacional de Proteção Civil e Segurança do CNE, os voluntários escuteiros prestam de forma alternada um apoio incansável às várias entidades envolvidas nos teatros de operações, na angariação e fornecimento de alimentação, bebidas, e apoio ao nível de evacuação e informação das populações.

Estas equipas desempenham um trabalho de segunda linha – trabalhos humanitários em sintonia e por ordem do Comando de Operações (não estando nunca em contacto direto com a extinção de incêndios), em serviços que não colocam em risco os escuteiros, como por exemplo em quarteis de bombeiros, juntas de freguesia, ou nas próprias sedes dos escuteiros.

Atuando exclusivamente sob indicação de cada Comandante de Operações, as EAR prestam apoio logístico essencial:
- Transporte e evacuação de população
- Recolha, triagem e distribuição de alimentos e bebidas, considerados necessários pelo CO
- Recolha de bens de 1ª necessidade

A colaboração entre o CNE (através do Departamento Nacional de Proteção Civil e Segurança) e a Autoridade Nacional de Proteção Civil está definida através do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF), que estipula o respetivo âmbito de competências.

O Corpo Nacional de Escutas salienta a necessidade de um apoio concertado, pelo que não são recomendadas ações sem indicação ou orientação do comando de operações.

O CNE manifesta a sua total solidariedade para com as vítimas dos incêndios que estão a devasta o nosso país e em particular, com a ilha da Madeira, e com os agrupamentos de escuteiros afetados por esta tragédia. A Associação permanece em alerta no decorrer da situação, acompanhando os desenvolvimentos, para perceber continuamente a melhor forma de ajudar.

O Corpo Nacional de Escutas
O Escutismo é um Movimento mundial, fundado em 1907, em Inglaterra, por Baden Powell, com o intuito de proporcionar aos jovens uma formação global, de modo a serem cidadãos participativos e responsáveis nas suas comunidades.

O Escutismo é um movimento educacional e formativo, uma escola de ensino não-formal, criado com o propósito de contribuir para a educação integral das crianças e jovens de ambos os sexos, baseado na adesão voluntária a um quadro de valores expressos na Promessa e Lei escutistas, através de um método original que permite a cada jovem ser protagonista do seu próprio crescimento, para que se sinta plenamente realizado e desempenhe um papel construtivo na sociedade.

O Corpo Nacional de Escutas (CNE) - Escutismo Católico Português, foi fundado em 27 de Maio de 1923, e é a maior associação de juventude em Portugal, com mais de 73.400 Escuteiros, distribuídos por cerca de 1030 Agrupamentos, em todas as regiões do país.

O CNE é uma instituição reconhecida de Utilidade Pública pelo Governo, desde 1983. É um movimento da Igreja Católica, cuja fé e doutrina assume, proclama e defende, a ela vinculado nos termos da Carta Católica do Escutismo.

Para mais informações, ou para saber como apoiar as EAR, contactar: Gabinete de Imprensa do CNE
gi@escutismo.pt
+351 927 246 911 

Departamento Nacional de Proteção Civil e Segurança
dnpc@escutismo.pt

 

Ultima atualização 28.11.2016 Visualizações 1227
Voltar Partilhar