© Miguel Cardoso

Lei e Promessa

Para cada Escuteiro a Lei do Escuta é um apelo positivo a fazer melhor e a desenvolver-se a si próprio. Neste sentido, é um código de vida intimamente ligado aos princípios do Escutismo.
 
A Promessa, por seu lado, é a resposta pessoal do jovem a este apelo. Assim, é uma dádiva de si mesmo e implica um compromisso livremente aceite pelos Caminheiros e Companheiros que se comprometem a fazer o seu melhor para viver de acordo com os valores inscritos na Lei.
 
"É preciso lembrares-te que passando a fronteira entre a adolescência e a idade adulta, não aprendes mais a praticar a Lei do Escuta, mas a utilizas realmente na tua vida". Dizia BP em 1922 dirigindo-se a Caminheiros.
Entende-se que para o fundador do Escutismo, a Lei do Escuta não se destina só aos adolescentes, mas sim a todos. E por uma boa razão: é que a Lei é um retratamento do Evangelho e, quando observamos atentamente a Lei do Escuta conseguimos rever que a sua referência evangélica é evidente. Podemos ainda ir mais longe e encontrar traços das Bem-aventuranças bem presentes na vivência do Caminheirismo.
O escutismo, como método educativo, utiliza o jogo como instrumento pedagógico privilegiado de ação. A Lei do Escuta é uma regra do jogo, do jogo escutista, de vida comum em campo, que cada Caminheiro/Companheiro, livremente, aceita e promete cumprir. A Lei ignora as proibições, e isso é porque ela é pedagógica; mas o Caminheiro/Companheiro não deve esquecer que, acima dela, existe a Lei de Deus.
 
  1. A Honra do Escuta inspira confiança.
  2. O Escuta é Leal.
  3. O Escuta é útil e pratica diariamente uma boa acção.
  4. O Escuta é amigo de todos e irmão de todos os outros Escutas.
  5. O Escuta é delicado e respeitador.
  6. O Escuta protege as plantas e os animais.
  7. O Escuta é obediente.
  8. O Escuta tem sempre boa disposição de espírito.
  9. O Escuta é sóbrio, económico e respeitador do bem alheio.
  10. O Escuta é puro nos pensamentos, nas palavras e nas ações.

Assim como os 10 Mandamentos, a Lei do Escuta espelha um conjunto de valores que se espera que sejam desenvolvidos e adquiridos na vida de cada um; valores como a honra, a lealdade, a utilidade, o respeito, a amizade, o respeito pela natureza, a solidariedade, o respeito ao próximo, a boa disposição de espírito e a pureza.

Os Princípios do Escuta definem as três dimensões da vida com que nos devemos comprometer: Deus, a Pátria e a Família.

Igualmente importante ao falar da Lei é falar da promessa escuta que em conjunto formam a base que permitirão aos Caminheiros/Companheiros construir uma personalidade mais forte e mais rica em valores.

  1. O Escuta orgulha-se da sua Fé e por ela orienta toda a sua vida.
  2. O Escuta é filho de Portugal e bom cidadão.
  3. O dever do Escuta começa em casa.

“Estai preparados desta maneira para viver e morrer felizes - apegai-vos sempre à vossa promessa escutista - mesmo depois de já não serdes rapazes e que Deus vos ajude a proceder assim.” In última mensagem de B-P.

Desde o dia que é feita a inscrição no movimento, todos os jovens têm a ambição de poder usar o lenço, ou melhor ainda, fazer a Promessa e realizar o seu compromisso. Enquanto Caminheiro/Companheiro, esta Promessa é obrigatoriamente uma decisão pessoal e voluntária, onde se assume a vontade de, pela sua honra e com a graça de Deus, fazer todos os possíveis por viver o ideal da IV Secção e do Movimento Escutista. Este desejo de compromisso, que é mais consciente do que em qualquer outra secção, será o trampolim do Caminheiro para que realize a sua Promessa e se comprometa com a Secção. Isto acontece de forma individual, e assenta em 3 pilares:

  1. Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria: O Caminheiro compromete-se com Deus, por Deus e diante Dele, colocando-O em primeiro lugar, onde também inclui a família e amigos que pertencem à mesma Igreja. A Pátria apresenta-se como afirmação de cidadania responsável.
  2. Auxiliar os meus semelhantes em todas as circunstâncias: Todos os escuteiros conhecem a máxima da boa ação diária. Aqui aplicamos o sentido prático: pronta e concreta.
  3. Obedecer à Lei do Escuta: Ter um referencial de valores concretos que prontamente devem ser seguidos. Em nada importa saber de cor a ordem da Lei do Escuta, mas sim a magia da sua aplicação.

Outra forma de ver os valores presentes na Promessa:

O meu Compromisso Pessoal de Responsabilização Pessoal, na Afirmação da Fé, com Misão de Cidadania, Solidariedade, Amor e Responsabilidade.

Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por:
Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;
Auxiliar o meu semelhante em todas as circunstâncias;
Obedecer à Lei do Escuta; 

Votos Pessoais de Promessa

Material

  • Vara bifurcada
  • Votos individuais de Promessa

Descrição

Os caminheiros fazem uma caminhada, mas antes o chefe retira o lenço para que sintam “despidos” de preconceitos. Durante a caminhada existem pontos com alusão às várias dimensões do caminheirismo. Depois de andar algum tempo junto a uma fogueira iniciam-se os votos pessoais para a promessa de caminheiro, onde cada um assume o motivo porque ali está e se declara junto dos outros que está disposto a percorrer o mesmo caminho dando o melhor de si. Depois de todos realizarem os votos recebem de volta o lenço e voltam de novo ao Albergue, onde agora têm mais consciência daquilo a que se predispuseram ao assumir um compromisso com o clã. 

Recorda-te para a Promessa

Material por tribo

  • Máquina de filmar

Descrição

Esta dinâmica propõe que cada Caminheiro expresse o entendimento que tem do que realmente representa a sua Promessa.

Antes das Promessas, cada Aspirante/Noviço deverá gravar uma mensagem em vídeo ( 5 min. +/-), onde possa exprimir o que está a sentir nesse momento muito importante da sua caminhada. Poderá falar sobre o que quiser ou responder às seguintes perguntas:

  • Tens noção do compromisso que estás preste a tomar?
  • Estás preparado para assumi-lo perante o teu Clã?
  • Prometes guiar-te pelos valores universais do Escutismo e particularmente do Caminheirismo?
  • (…)

Pode ser usado mais tarde para avaliação.

 

 

 

Ultima atualização 30.11.2016 Visualizações 13094
Voltar Partilhar