Oração do Lobito

Divino Menino Jesus,
nós Vos oferecemos inteiramente o nosso coração
enchei-o das Vossas virtudes
e ensinai-nos a imitar-Vos.
Nós queremos seguir o Vosso exemplo
com toda a nossa boa vontade
para assim,
com a ajuda de Maria, nossa doce Mãe
crescermos em graça e idade.
Ámen

A Oração do Lobito promove a identificação do Lobito com a figura do Menino Jesus, outra criança, para quem é levado a olhar como exemplo a seguir. De facto, Jesus também foi menino como os Lobitos o são, procurando conhecer-Se e à missão que O esperava.

Ao rezarem esta oração, os Lobitos entregam-se totalmente a Jesus, compreendendo a pouco e pouco a importância de O imitar para crescer de forma equilibrada e feliz.

Nesta oração faz-se também referência a Maria, a Mãe de Jesus e também nossa mãe. Intuitivamente, os Lobitos são sensíveis à figura da “doce mãe”, a que podem recorrer e pedir auxílio. Nesta idade, os Lobitos têm ainda uma ligação muito forte com a mãe, estando portanto, sensíveis à presença e intervenção de Maria, junto do seu filho, Jesus Menino, e junto de todos nós, como Mãe de todos os Escutas.

Oração do Guia

Senhor Jesus,
quiseste que eu fosse escolhido para Guia,
fazei com que, pela palavra, pelo exemplo, e pela correção fraterna,
nos ajudemos todos a progredir no amor fraterno e no Vosso amor.
Ámen

O sistema de patrulhas, tal como B-P o idealizou, assenta da divisão de rapazes e raparigas em pequenos grupos, dentro dos quais estabelecem relações e são chamados a assumir diversas tarefas para a promoção do bem comum.

Um dos elementos assume a direção e cada um dos restantes é chamado a desempenhar tarefas específicas que permitem a cada um contribuir para o bem comum.

O cargo de Guia é muito importante na Alcateia, na medida em que permite que a liderança e o envolvimento comecem a ser trabalhados e implementados desde a infância.

 

Ultima atualização 03.11.2016 Visualizações 14768
Voltar Partilhar