© Gonçalo Vieira

Modelos de Vida

Os Modelos de Vida mostram aos Lobitos que a fé e o amor a Deus podem ser vividos no dia-a-dia, nas mais pequenas coisas da nossa vida.


Santa Clara de Assis destacou-se desde cedo pela sua caridade e respeito para com os frágeis, tanto que ao deparar-se com a pobreza evangélica vivida pelo primo Francisco, foi tomada pela irresistível tendência religiosa de segui-lo, enfrentando a oposição da família.

Fundou a Ordem das Clarissas, seguindo as mesmas premissas dos Franciscanos: uma vida de simplicidade e oração, de entrega e caridade para com os mais frágeis deste mundo.

   
Também os Pastorinhos de Fátima, Francisco e Jacinta, assumiram a total confiança e amor a Deus nas suas curtas vidas, não hesitando, nos momentos difíceis, em fazer o que a Senhora de Branco lhes pedira: rezar pela Paz, sem deixar de ser crianças, claro.
“A vida da Lúcia, do Francisco e da Jacinta, pequenos pastores de Fátima, é uma história de graça e misericórdia. Nestas crianças, vemos atuar a mesma força paradoxal que sela toda a história da salvação: a desproporção infinita entre a história dos soberbos e dos poderosos, (...) e a história dos humildes que, na verdade da sua existência, são convidados por Deus a ser fermento de transformação da humanidade. Como videntes da misericórdia de Deus, os pastorinhos deram a ver a mensagem que acolheram através das suas vidas singelas. “

Ultima atualização 03.11.2016 Visualizações 7018
Voltar Partilhar