Perguntas frequentes

A partir de quando está em vigor o novo sistema de especialidades?
O sistema de especialidades foi aprovado pela Junta Central e encontra-se em vigor a partir de 1 de setembro de 2014. As unidades podem aplicar o sistema de especialidades assim que tiverem conhecimento do mesmo e tiverem acesso aos materiais necessários (fichas de requisitos, documento explicativo, insígnias).

Quando é que podem começar a ser trabalhadas as Especialidades?
Assim que a criança ou jovem tenha concluído a etapa de adesão (Pata-Tenra, Apelo, Despreendimento ou Caminho) e realizado a Promessa.

Quem atualmente tiver insígnias de competência ou especialidades do antigo sistema deve retirá-las do uniforme uma vez que o seu uso já não está regulamentado?
Não, as insígnias do antigo sistema, obtidas até 31 de agosto de 2014, podem permanecer no uniforme enquanto o elemento permanecer na secção em que as obteve, retirando-as ao transitar de secção. Paralelamente, e quando possível, as unidades devem promover a transição das insígnias junto das crianças e jovens, nos termos enunciados no ponto 5, durante o ano escutista 2014-15.

Quem já tiver uma determinada insígnia de competência ou especialidade do antigo sistema no uniforme deve simplesmente trocar pela insígnia da nova especialidade?
A troca das insígnias de competência ou especialidades do antigo sistema, obtidas até 31 de agosto de 2014, pelas novas especialidades poderá ter lugar caso, cumulativamente: a antiga competência tenha uma especialidade directamente equivalente; e a criança ou jovem demonstrem que cumprem os requisitos das actuais especialidades.

Que insígnia coloca no uniforme quem terminou agora uma insígnia de competência ou especialidade do sistema antigo?
Só podem usar as novas insígnias de especialidades aqueles que cumprirem os requisitos actualmente previstos para as mesmas. Se a insígnia ainda não estiver atribuída, sugerimos que a criança ou jovem verifique os requisitos das novas especialidades e tente concluí-los.

Quem tenha atualmente uma determinada insígnia de competência ou especialidade do sistema antigo e pretenda continuá-la na próxima secção, considera-se como já tendo os requisitos base da nova especialidade?
Não. Para usar as novas insígnias de especialidade têm de cumprir com os requisitos actualmente em vigor, sejam os de base ou os avançados.

O que acontece, no novo sistema, quando se transita de secção?
Para se alcançar uma especialidade é necessário cumprir seis requisitos: três de base e três avançados. Quando um elemento transita de secção e caso pretenda prosseguir alguma especialidade que tenha alcançado na secção anterior basta, após a Promessa, cumprir os requisitos avançados da secção onde se encontra, ficando neste caso dispensado de cumprir os requisitos base.

Quantas especialidades vão existir?
No momento de lançamento à associação foi apresentado um conjunto de 36 especialidades, sendo que, tal como se encontra previsto no documento oficial, em breve serão disponibilizadas outras especialidades nas diferentes áreas temáticas. O processo de criação e disponibilização de especialidades procura acompanhar a evolução da sociedade e ir ao encontro dos desejos e interesses das crianças e dos jovens, pelo que ciclicamente poderão surgir novas áreas e/ou especialidades, até mesmo sugeridas pelos associados.

O que tenho de fazer para concluir uma área?
Por cada área, as crianças e jovens têm de completar 5 especialidades, mesmo que naquela área existam mais especialidades disponíveis. Caso a área não tenha (ainda) as 5 especialidades suficientes, os escuteiros podem começar a desenvolver as actividades/acções necessárias para a(s) especialidade(s) existentes e terão de aguardar até que as restantes especialidades da área sejam disponibilizadas. Todas as áreas irão ser preenchidas com 5 especialidades no minímo. Nunca deve se deve ignorar que as especialidades estão ao serviço do desenvolvimento técnico dos jovens, através de escolhas que para ele/a façam sentido.

O que escolho primeiro, a área temática ou a especialidade?
A prioridade deve estar na procura de uma especialização, de um aprofundamento técnico, pelo que, em primeiro lugar devem escolher a especialidade. Nas especialidades que estão enquadradas em mais do que uma área, no final da A prioridade deve estar na procura de uma especialização, de um aprofundamento técnico, pelo que, em primeiro lugar devem escolher a especialidade. Nas especialidades que estão enquadradas em mais do que uma área, no final da realização das tarefas, se não for antes, deve ser escolhida a área temática que está mais de acordo com os interesses vocacionais do jovem (ex. Meteorologista – áreas de Ciências, Ar, Mar ou Ambiente).

Vão existir menos especialidades que as antigas competências?
Não, antes pelo contrário. Desde o lançamento do novo sistema de especialidades já foram criadas 59 especialidades e brevemente mais serão disponibilizadas. Pretende-se que o processo de criação de novas especialidades dê resposta não só aos progressos da sociedade, mas também aos interesses e gostos das crianças e jovens, que poderão inclusive propor novas especialidades através do formulário disponível no site www.especialidades.cne-escutismo.pt.

É suposto apresentar “trabalhos escritos” para a conclusão de requisitos?
Não exclusivamente. Tanto os requisitos base como os avançados devem ser alcançados através de atividades/ações que demostrem que determinado conhecimento ou competência foi alcançado. Não exclui a possibilidade de em alguns casos ser necessária alguma pesquisa ou apresentação sobre o tema, mas a mesma deverá primar sempre pela criatividade e diversidade na utilização dos meios.

As especialidades são feitas à parte do sistema de progresso?
Não. O sistema de especialidades faz parte do sistema de progresso das 4 secções, uma vez que permitem desenvolver aptidões que levam à progressão individual. As especialidades e os trabalhos desenvolvidos para as alcançar constituem oportunidades educativas para que os elementos possam evoluir no seu progresso na unidade e devem iniciar-se a partir do momento em que os elementos realizam a sua Promessa.

Para fazer uma especialidade de uma secção, é necessário fazer os requisitos de todas as secções anteriores?
Não. Apenas será necessário cumprir os 3 requisitos base e os 3 avançados da secção onde o elemento se encontra. No entanto, caso já tenha uma especialidade quando transita de secção e a queira trabalhar na atual secção, apenas terá de fazer os requisitos avançados.

Posso realizar apenas uma parte dos requisitos de cada especialidade?
Não. Terás de realizar os 3 requisitos base e os 3 avançados de cada especialidade. A única exceção é quando transitas de secção e queiras trabalhar uma especialidade que já tenhas alcançado na secção anterior. Nesse caso apenas terás de fazer os 3 requisitos avançados, uma vez que já alcançaste os 3 requisitos base.

Com o novo sistema não posso fazer muitas especialidades?
No atual sistema podes completar 5 especialidades em cada uma das áreas, mas não deves envolver-te em mais de 3 áreas em cada secção. O objetivo é que desenvolvas as tuas capacidades e te tornes, realmente, habilitado em determinada temática, pelo que a obtenção de uma especialidade, e ainda mais a sua continuidade ao longo das secções, deve ser encarada numa perspetiva de aprofundamento e não apenas como uma aquisição superficial de alguns conceitos.

Ainda não existe a publicação com todos os requisitos de especialidades?
Tendo em vista a fácil circulação e permanente atualização da informação, a descrição e conteúdos das áreas e especialidades estará disponível apenas online no site do CNE. Além disso esta pode ser uma oportunidade para fazerem um dossier de especialidades na unidade e assim facilitar a partilha de informação.

Quem não tem computador como acede à informação?
Será que isto acontece mesmo nos dias de hoje? Será que no mundo em que vivemos existe algum escuteiro que em casa, na escola ou em qualquer espaço público, não consegue aceder a informações online? Se ainda assim existir dificuldade no acesso à informação, gratuitamente alguém da unidade pode descarregar os conteúdos e partilhar com os restantes elementos.

Algumas especialidades não têm requisitos para a minha secção?
Correto. Tendo em conta a exigência e alguns requisitos legais relacionados com a idade, determinadas especialidades apenas se destinam às secções mais velhas.

Não existe prémio para quem completar as 5 especialidades de uma área?
Não.

Ultima atualização 23.10.2016 Visualizações 2744
Voltar Partilhar