Enquadramento

Com a Renovação da Ação Pedagógica e a entrada em vigor do novo Programa Educativo, o Corpo Nacional de Escutas conheceu um novo sistema de progresso, consistente com a proposta e perspetiva pedagógica da associação, visando proporcionar o desenvolvimento integral da criança e do jovem.

Não obstante todas as inovações então introduzidas, ficou nessa altura ainda por atualizar o então sistema de competências e especialidades, o que ora se vem cumprir.

O novo sistema de especialidades que ora se apresenta pretende ser um sistema pedagogicamente consistente, construído em prol das necessidades e ensejos das crianças e jovens, e que esteja sempre em aberto e com uma periodicidade de revisão cíclica.

Pedagogicamente consistente, a começar pela própria designação; pois à dupla designação, conforme a secção, de competências e especialidades sucede agora, neste contexto, a designação única, para as quatro secções, de especialidades. No atual sistema de progresso, “competência” refere-se a uma capacidade que uma criança ou jovem desenvolve num determinado objetivo educativo; capacidade que todos são chamados a desenvolver. As especialidades, ao invés, visam já um aprofundamento temático, ao encontro e sabor dos interesses, desejos e traços vocacionais da criança ou jovem, apontando por isso para um campo temático e não para o desenvolvimento integral, que esse é à partida garantido, e para todos, por via do remanescente sistema de progresso. Esvazia-se, assim, o sentido pedagógico que anteriormente justificava a existência de uma insígnia de mérito, a qual deixa agora de existir.

Em prol das necessidades e ensejos das crianças e jovens porque, como referido, construído para possibilitar às crianças e jovens um exercício amplo de procuras, experimentações, contactos com distintas realidades e reflexões, ao encontro e sabor dos seus interesses, desejos e traços vocacionais, quando não mesmo no intuito de os explorar.

Sempre em aberto e com uma periodicidade de revisão cíclica, para que não fique desatualizado com os avanços tecnológicos e a evolução da sociedade, dinamismos hoje marcados por ímpar celeridade. Por isso, este novo sistema apresenta-se, nesta fase, com um conjunto inicial de especialidades que, à data de cada revisão, pode ser acrescido de outras novas, assim se identifique essa necessidade. Por outro lado, igualmente os requisitos a atingir em cada especialidade deverão ser atualizados ou modificados sempre que se justifique, desde que enquadrados nos períodos definidos como tempos de revisão do sistema e seus constituintes. Em suma, um sistema de especialidade para o presente e já a pensar no futuro.

Ultima atualização 06.11.2016 Visualizações 1268
Voltar Partilhar